Prêmio de Participação

 

 

PARTICIPANTES:

 

Socorro Lima Dantas

Ilda Maria Costa Brasil  

Juraci da Silva Martins

Felipe Hamm de Borba  

Ana Paula Costa Brasil 

Paola Maciel Gioscia

Carla Alexandra Ezarqui  

Nadine Tomasel Lorenzato

Fuad Bakri  

Vanessa Menezes Burgueño

Maria Tomasia

Ilka Bosse (Bailarina das Letras)

Rogério Miranda (poeta da paz)

Efigenia Coutinho 

Jaak Bosmans

Ervin  Figueiredo

 Penhah Castro

Lucas Cozza Bruno  

Luiz Carlos Martini

Guida Linhares

Clara da Costa

Ary Franco

Roze Alves

Luíza Benício

Virgínia além mar

Maria José Zovico ( Zezé)

 Naidaterra

Tânia Sueli Oliveira

Priscila de Loureiro Coelho

Nídia Vargas Potsch
Sueli do Espírito Santo
Camila Lima Dantas

 

 

CAMINHOS...

Socorro Lima Dantas

 

 

Foram tantos os caminhos que percorri,

uns felizes, outros em dor.

mas todos me levaram a sabedoria,

e a enxergar a vida colhendo o amor.

Segui rotas desconhecidas,

desbravei as estações da vida

e nelas, sobrevivi sem manual,

guia, rumo ou direção,  

fui seguindo, apenas com a intuição do coração:

sorri, chorei, padeci, lamentei,

dores eu senti !

Muitas alegrias eu vivi,

felicidades e afetos

em abundância eu conheci.

Foram caminhos com estradas longas,

trilhas partidas, atalhos seguidos,

alguns estreitos, outros largos

e às vezes, sem saída,

com rápidas decisões a serem tomadas,

sem tempo para mensurar qual o certo ou o errado

fui vivendo e seguindo os caminhos,

 que me levaram a descobrir

o verdadeiro sentido do meu viver.

 

 

 

CAMINHOS

Ilda Maria Costa Brasil

 

 

Ao longos desses anos,

andei por inúmeros caminhos.

Uns, fascinantes; outros, assustadores.

Todos, associo às cores.

Dourados, envolventes e encantadores;

uma contemplação poética.

Avermelhados, intimistas, reflexivos

e de profunda sensibilidade.

Azuis, idealizastes, sensuais

e espiritualistas.

Verdes, agradáveis, dinâmicos

e comunicativos.

Acinzentados, melancólicos, tristes

e dolorosos.

Luminosos, alegres, equilibrados

e esperançosos.

Caminhos, intensas surpresas

e muitas descobertas.

 

 

Porto Alegre/RS

 

 

 

CAMINHOS

Juraci da Silva Martins

 

 

Caminhante... pensante...

Em uma longa estrada,

Com força juvenil sonhava...

Queria ser, queria ter ...realizar.

E os passos se alargavam.

Nem tudo dava certo...

E no incerto atropelava.

Por vezes o sonho não passava

De somente sonho.

E a estrada tinha curvas

E sinais que alertavam:

Siga em frente; é proibido;

Não ultrapasse... perigo!...

E o caminhante não desanimava

Ia e fazia... e sonhava...

mas tudo tão pouco do que esperava...

E a estrada se alongava

Sempre mais e mais.

O cansaço pesava

A esperança redobrava

O obstáculo contornava.

pobre caminhante!

Nem sempre entendido

Por vezes apedrejado

andava, soçobrava... a dor doía

Enfraquecido seguia e fazia...

Seguia em frente na utopia

de ver o sol nascer para todos

A água saciar todas as sedes

Arrebentar todas as redes

E a estrada sempre se alongava...

Havia tantos rochedos... espinhos

Ribanceiras obstáculos...

Pobre caminhante!

Não queria envelhecer sem ver

O Reino de Deus acontecer.

Mas os anos passaram...

O tempo chegou

Lançando um olhar ao horizonte

Tristemente vislumbrava

Mais quilômetros de estrada

Porém esperanças restavam

Cansado sentou-se à beira da estrada

Tirou a palavra guardada

E leu:

“Combati o bom combate, acabei minha carreira, Guardei a fé!”

(II Tm 4, 7-8)

 

São Sepé/RS

 

 

CAMINHOS...

Felipe Hamm de Borba

 

 

Mesmo distante, era possível notar

que alguém a fazia sonhar.

Seus olhos o fitavam

cheios de muito amor,

mas tudo terminou

antes mesmo de começar.

Seus pais mudaram de cidade

e seus caminhos

acabaram se desencontrando.

Oh, eles nem tiveram tempo

para amar! Que fatalidade!

Os sonhos foram destruídos

e as estrelas não vão mais tocar.

Um raio solar lhes traz a esperança

e os olhos voltam a procurar-se.

Talvez, o mundo lhes seja bondoso,

e devolva o amor que mal começara

a aflorar numa tarde de primavera.

 

Porto Alegre/RS

 

 

 

CAMINHAR...

Ana Paula Costa Brasil

 

 

Acordar e... não te tocar.

Levantar e... não te ter.

Despertar e... não te sentir.

Abri os olhos e... não te olhar.

Pra que andar... se não tenho pra onde ir?

Pra que ir... se não tenho como chegar?

Tento caminhar... para algum lugar

mesmo não tendo como chegar;

mesmo não sabendo o que procurar,

saber o que devo fazer,

sem poder saber como fazer.

Para poder ir... para poder um dia

tentar chegar?!...

Caminhar... Para poder ir;

procurar onde fica o meu lugar e...

poder chegar,

para poder fazer.

Para acordar e... te tocar.

Levantar e... te ter.

Despertar e... te sentir.

Abrir os olhos e... te olhar...

e te amar...

e caminhar com teu olhar;

e andar com o teu sentir;

e voltar para te tocar!

 

Santana de Parnaíba/SP

 

 

CAMINHOS DIVERTIDOS

Paola Maciel Gioscia

 

 

Acordei-me assustada.

O despertador estava tocando.

Coloquei um vestido engraçado

e, na rua, percebi

que todos riam de mim;

eu parecia um canteiro florido.

Parei, olhei para os lados,

e vi cenas que me fizeram rir.

Primeira, uma senhora toda chique

dentro de um bueiro; segundo,

um senhor de terno e gravata,

sentado num banco recém pintado;

ambos de nariz empinado.

Dei uma caminhada na quadra e retornei

para casa dando gostosa risadas.

 

Porto Alegre/RS

 

 

CAMINHOS...

Carla Alexandra Ezarqui

 

 

Viajei

sem destino, sem malas;

apenas, acompanhada de mim.

Caminhos confusos

obscuros, incertos.

Cores sem tons

sons de silêncio

num concretismo abstrato.

Perdi-me.

E jamais voltei a me encontrar.

Conhecia os caminhos

todos os rumos

estava dentro de mim.

À procura do eu

que devo ter esquecido

em outras viagens

na bagagem de alguém.

 

Borborema/SP

 

 

FIM DE TARDE... CAMINHOS...

Nadine Tomasel Lorenzato

 

 

A tardinha me sento na varanda

e acompanho o belo do pôr do sol.

Não existe maravilha maior,

o céu encontra-se colorido,

perfeito. Ó que bela natureza!

As pessoas caminham, conversam;

é um momento de felicidade.

De amarelo, laranja, rosa, vermelho,

o pôr do sol está chegando ao fim;

o céu começa a escurecer.

Os risos começam a cessar;

o único som é do vento;

tudo escuro e o que ilumina

minha varanda é a bela noite de luar.

As folhas das árvores balançam;

as estrelas são pontos luminosos

e cintilantes que não param de brilhar.

Tudo isso é presente nos caminhos,

nos fins de tarde, dos porto-alegrenses.

 

Porto Alegre/RS

 

 

NO MEIO DO CAMINHO...

Fuad Bakri

 

 

Deixei inúmeras lembranças

e muitos amigos.

Entre ligações telefônicas e fotografias,

percorro caminhos.

Certo dia, deparei-me com um cenário

que me entristeceu.

Foi difícil rever a mulher amada sofrendo

e não a poder ajudar.

Naquele momento,

meu coração sangrou intensamente,

pois senti-me culpado

por a ter deixado.

No meio do caminho,

cometi o erro de abandoná-la.

No entanto, há quem me isente dessa canalhice,

dizendo que foi o destino que nos separou.

Minha vida é amarga e triste.

 

Porto Alegre/RS

 

 

CAMINHO...

Vanessa Menezes Burgueño

 

 

O objetivo

de minha existência

é realizar meus

sonhos,

onde, eu ,

certamente,

possa encontrar

a verdadeira felicidade

e a minha

paz interior.

O meu destino

espera-me

para ser trilhado.

Lutarei

pelo sucesso

e por um caminho

repleto de realizações!

 

Porto Alegre/RS

 

 

 

 

CAMINHOS

Maria Tomasia

 

 

Longos caminhos percorrí,

em cada um, sonhos deixei,

também muitos realizei.

Inúmeras dores  sentí.

Gozei também alegrias,

colhí muitas tristezas,

conhecí muitas belezas.

Já ví tudo que queria.

Deixei muita saudade

e  fiz muita gente sofrer.

Sentí muito bem-querer,

tudo perdí por vaidade.

De tudo aquilo que viví,

hoje só guardo lembranças,

Procuro a paz dos remansos.

Tudo que existe, eu já ví.

 

RJ

 

 

A CURVA DA VIDA

(Ilka Bosse)

 

 

Às vezes procuramos caminhos

Encontramos trilhas errantes...

Ouve-se ao longe, berrantes

E o cantarolar de passarinhos.

 

Por vezes, a vida procura curvas

Em ruas sem rumo, sem saída

Deixando expectativas,

sem explicação.

Até parece que não há volta, só ida

Mas, sabemos que para tudo

há uma razão...

 

A rua da vida fica logo ali!

Por vezes,

não a vemos ou não queremos

Porém, ela está exposta ao lado. Aí!

Ouvindo, sentindo...

Nosso falar, nosso chorar

ou nas entrelinhas a lemos.

 

Esta curva, daquela rua da vida

Pode ser sinuosa,

perigosa, desconhecida...

E s t r a n h o !

Tudo o que é estranho, nos atrai

C u r i o s o!

Até onde nossa curiosidade vai

Sempre queremos saber mais

e tentamos...

E o que é mais curioso ainda,

o quanto, o estranho procuramos.

Mas, por que? É logo ali...

A curva desta rua da vida

Que não achamos!

Só porque, erramos...

O Caminho.

 

Ilka Bosse

(Bailarina das Letras)

Blumenau - SC - Brasil

Autoria registrada.

 

 

SOMENTE VIVER

Rogério Miranda

poeta da paz

 

 

Perdido no mundo de minha criação

não sei para onde olhar e nem para onde vou,

sem chão para caminhar, não sei a direção

do amanhecer  e me pergunto. Quem eu sou

 

Vontade de voar como um pássaro perdido

no horizonte onde o limite não tem fim,

mas não sei a direção e sinto-me ferido

pela vida, que sem me avisar tirou algo de mim...

 

Meus sentimentos não encontram um abrigo

fui recrutado para admirar a felicidade.

Mas qual o caminho? Só conhece o antigo.

Que já não faz parte de minha realidade...

 

Nada que foi jamais será e o que é que vai ser.

Abandonado pela vontade vou viver

buscando o que meu coração tem a dizer,

e voltar para meu mundo, para somente viver.

 

 

 

CAMINHOS
Efigenia Coutinho

 

 

Sonhos de amor meu
neste caminho a trilhar
sem conseguir tocar
me detenho só admirar.

 

Balneário Camboriú

 

 

 

Nossos caminhos

Jaak Bosmans

 

 

Passei a guardar meus passos

A negar conhecer teus caminhos,

Onde as pedras que nele existem

Se desmancham no prazer da minha dor.

Olho sempre em teu rosto sereno

Que espera sempre pelo meu primeiro passo,

Dado em perfeito desequilíbrio

Para que me ampares no teu abraço

Num frescor ardente e gélido é tudo passageiro.

Voltei a caminhar em compassos novos,

Te abraçando com todo o equilíbrio,

Em medidas sem medidas, que agora te desejo

Em perfeito estado de loucura.

Perdido entre caminhos que não os teus,

São meus os lugares reservados para te abraçar.

E ali, em pleno flutuar de prazeres,

Podemos nos sentir inteiros, loucos e verdadeiros.

Num frescor ardente e gélido é tudo passageiro.

 

Jaak Bosmans B.H.

 

 

 

CAMINHOS

Ervin  Figueiredo  

 

 

Onde vou caminhando, eu passo...

Seja um caminhar com calma,

Seja meu caminhar devasso,

Vou caminhando e lavo a alma.

 

São caminhos muito espinhosos

Onde passar é coisa importante:

Vou superando desafios ditosos

Em cada passo mais um instante.

 

Caminhos por mim escolhidos,

Que me levam onde devo chegar

Sem contestar momentos vividos

 

Que ainda é necessário passar,

Tendo olvidado o que foi definido

E nestes caminhos, devo caminhar.

 

 Americana/ SP


 

 

 

MEUS CAMINHOS...
by Penhah Castro

 

 

Meus caminhos começam a cada manhã
quando estabeleço meu roteiro ...
A estrada com trilhas encantadas...
Onde nossos sonhos darão as mãos

e, saltitantes viajaremos , então...
Onde sempre teremos duas opções
embarcar e arriscar
ou ficar na vida a contemplar...
De mãos dadas e entrelaçadas
seguindo a luz intensa
da nossa felicidade imensa
que brilha incessante
preenchendo toda
e qualquer escuridão...

 Não dá mais para esconder,
camuflar ou disfarçar
a brisa suave que vem de você
O raio de sol que emana do seu sorriso...
O seu perfume, o seu abraço
que sempre curou meu cansaço...
A energia pura que aquece nosso corpo,
nossa alma, nosso amor...

 

 

CAMINHOS...

Lucas Cozza Bruno

 

 

Qual destino, que direção

aquele que passa,

que cruza,

um tempo que se gasta,

ou o rumo, um andar...

um pouquinho de ti,

neste doce e suave caminho

de fantasias, belezas

ou sabedoria.

Perfume de flores,

tempo de sentimentos,

no caderno do escritor,

nas apostilas da escola,

ou nos braços maternos.

Caminhos da educação,

da rua, da vida,

ou do coração,

mostrando mistérios

e virtudes.

 

Porto Alegre/RS

 

 

DOIS CAMINHOS...

Luiz Carlos Martini

 

 

Dois caminhos tem minha estrada.

Um que vem outro que vai

Uma porteira pra quem entra,

e outra, pra quem sai

Dois caminhos tem minha estrada

Que todo dia sorri

Pois você passou por ela

Lá te conheci

Dois caminhos tem minha estrada

Onde passa o vaga-lume

Tem o brilho das estrelas

O aroma do perfume

Dois caminhos tem minha estrada

Tão real, às vezes esquecida

Palco de encontros

Também despedidas

Dois caminhos tem minha estrada

De malfadada realidade

Desejo do caminhante

Encontrar a felicidade

Dois caminhos tem minha estrada

Começo, meio e fim

É grande, é pequena

Mas cabe dentro de mim

Dois caminhos tem minha estrada...

 

Restinga Seca/RS

 

 

CAMINHO AO VENTO...
Guida Linhares
       

 

Percorro um caminho que me leva
ao lugar onde habita o meu coração.
Irregular é a estrada, mas não há treva,
apenas alguns buracos no chão.

 

Paro para refletir um pouquinho,
nas tantas vezes em que busquei;
respostas da vida em seu cadinho,
e das várias vezes em que tropeçei.
 
Mas há sempre um vento amigo
que me leva a sentir o frescor,
da serenidade trazida do abrigo;
 
onde mora pleno de calor,
um coração que ja sentiu o perigo,
em algumas estações da dor!

 

 

NOSSOS CAMINHOS
Clara da Costa

 

 

Nossos caminhos, nessa vida,
têm que ser vividos com arte,
como os passos de uma dança,
como a harmonia das cores,
como um poema de amor.

 

Devemos cuidar
de cada passo desse nosso caminhar
plantando carinhos,
distribuindo sorrisos,
deixando bons exemplos.

 

Com amor,
ternura,
sinceridade,
sabedoria,
seguindo os preceitos do bem,
nossos caminhos terão sempre
harmonia
beleza,
serão sempre ternos,
como um poema de amor.

 

 

CAMINHOS

Ary Franco

 

 

Nossa existência é percorrida em caminhos.

Uns mais íngremes, outros mais planos.

Maioria do percurso a fazemos sozinhos.

Em cada encruzilhada, alguns desenganos.

 

No início, temos à nossa frente vários tentáculos.

O livre arbítrio, nos permite algumas opções:

Trilhas estreitas, com difíceis obstáculos

Ou veredas floridas, sem quaisquer apreensões.

 

No final do percurso, aos nossos derradeiros destinos,

Chegaremos trôpegos e arranhados pelos espinhos;

Ou terminaremos nossa jornada carregados de flores,

Com anjos nos aguardando em abraços acolhedores.

 

 

Caminhos

Roze Alves

 

 

Começou a ser traçado no além

Com tudo concordei, queria evoluir

Então na Terra cheguei, belo neném

 

Fui crescendo, aprendendo a viver

Algo forte sempre me fazia prosseguir

Hoje sei, era um lindo amor conhecer

 

Vida...Morte...Mistérios eternos.

 

Reencarnação. Sim ou Não?

 

Amanhecer-M

RJ

 

 

 

Caminhando

Luíza Benício

 

 

Caminhando com a alma errante

Em ondas de sons secretos

Contemplava almas vibrantes...

Pensando nos meus netos!

 

De repente me vi criança

Numa paisagem conhecida

Numa rua estreita e mansa

Parecendo adormecida!

 

Via um bonde tilintando

Com gente dependurada

Parou... e ouvi chamando...

A minha amiga engraçada!

 

E me disse: - sobe logo!

Surpresa a cada segundo...

- Onde estou? – Em Fortaleza?

Não! - estamos em outro mundo!

 

 

Caminhos 

 * virgínia além mar

 

 

Levam dos altos picos

Aos mais profundos vales

Das entranhas da terra

Às  profundezas dos oceanos

Das calmarias celestiais

Aos labirintos anímicos

 

Telúricos, caóticos  ou cósmicos

Trilhados passo a passo

Ou em saltos imaginários

Oníricos ou horizontais

Ainda e sempre caminhos

 

Percorridos sem dúvida

Por uma multiplicidade de anseios

Entre os quais o maior

O do encontro do indivíduo  consigo mesmo

 

Sangue e espírito comungam

De  mesmas trilhas

Entre rochas folhagens, brumas

Bípedes ainda que não alados

Buscamos o além do homem

 

Desejo há de um caminho paradisíaco

Fundamentar entre espinhos para

Aquietar ânsias, saciar a sede

Em polpa de douradas maçãs

Nelas habitam segredo e força

Do sol,das raízes da terra e

Das profundezas do mar ...

 

 

 

CAMINHOS

 Maria José Zovico ( Zezé)


 

Rosas muitas eu semeei,

Entre estradas e caminhos...

Não nasceram nunca eu sei...

Da vida só espero espinhos!...

 

              

 

CAMINHOS
Naidaterra

 

 

Nada sabemos sobre os nossos
caminhos, simplesmente escolhemos

uma direção e seguimos em frente...
O que vamos encontrar nessa
viagem são provações e, como
sempre, aprendemos ou não
com os acontecimentos...
Ter uma alma evoluida nos ajudará
a ultrapassar com sabedoria
os conflitos neste caminho escolhido...
A paciência e o entendimento
de cada um o levará a mais
uma conquista sem temores...
O que não se pode fazer, é deixar
fatos e atos a serem resolvidos,
um dia teremos que reparar
o que ficou inacabado...
Ser fiel aos ensinamentos de
Deus nos ajudará na conclusão
de qualquer situação mesmo
que seja necessário sairmos
machucados para não ferir alguém...
Caminhos são pontes, seguras ou
não, só depende de melhorar
a nossa segurança...

 

 

A VIDA É UMA ESTRADA

Tânia Sueli Oliveira

 

 

Ah...a vida é gostosa demais

se seguirmos os caminhos

de acordo com a nossa mente,

o que pensamos, desejamos !!!

 

Qual caminho ?

Nossa ! São muitos caminhos...

Qual estrada?

São muitas as estradas...

 

Caminhos de esperança

é onde vemos o sol,

flores desabrochando,

passarinhos cantando !

 

Caminhos de coragem

é onde temos de desafiar,

sem medo de errar,perder,

mas jamais desistir !

 

Caminhos de perseverança

é tentar sempre,cada dia

e sonhar gostoso , voar...

acreditando com vontade !

 

Caminhos de amor, fé,paz

é sentir que Deus está aqui,

agora, neste instante lindo,

em nosso dia a dia !

 

 Marília-SP /Brasil

 

 

 

Caminho...

Priscila de Loureiro Coelho


O tempo passa

Vivo intensamente
Não há trapaça
Apenas um leve toque displicente

Tudo a minha volta me encanta
Parece sonho a me embalar
Nada me assusta ou espanta
Sigo serena o meu caminhar

Caminho o caminho
Ando sem me deter
A paisagem é um carinho
Que inspira o meu viver

Procuro sem desistir
Na certeza de encontrar
Motivos pra prosseguir
Sem nunca me desesperar

E a procura continua
Sem que me abale à demora
Conservo minha alma bem pura
Como se nascesse agora

Aproxima-se doce sonho
Sentimento que é só meu
Entrego-me, não me oponho
Buscando o vulto seu

Quanto mais vou caminhando
Mais vou me acostumando
Com seu jeito encantador
Assim, é minha rotina
Que brilha e se ilumina
Movida por seu amor...

 

 

Caminhos
Nídia Vargas Potsch


 

Na retrospectiva de cada vida,
apresentam-se caminhos diversificados.
Portanto, cada qual escolhe:
por onde, como ou quando deve ir...

Alguns deles, perseguidos
pela facilidade do trilhar.
Outros, relegados a segunda opção,
palas muitas dificuldades
encontradas ao cruzá-los...

Alguns, podem ser facilmente
apagados da memória
por não serem ou terem
importância para a trajetória escolhida.

O ser humano decide
a melhor escolha para o seu caminhar...
Não há caminho inútil,
há caminhantes diferentes!

@Mensageir@



 

NOS MESMOS CAMINHOS
Sueli do Espírito Santo




Com os corações aquecidos
seguimos os mesmos caminhos
sempre retirando todos os espinhos
deixando somente as lindas flores
como um jardim só de amores
para vivermos assim enternecidos.



CAMINHOS...
Camila Lima Dantas



No destino da vida,
Vou seguindo caminhos...
Sigo as mais diversas direções,
Uns com encanto, e chuva de cores,
Outros, cheios de interrogações,
Fico entrando e saindo em cada atalho,
Encontro muitas surpresas,
Logo, a alma eu agasalho
E fico a me perguntar:
O que me reserva o destino,
Neste ritmo acelerado
No acordar e despertar ?

 

 

                            

 

 

 

 

 

Copyright © 2007
Fragmentos dos Meus Sonhos - Socorro Lima Dantas
Todos os direitos reservados
Publicado: 13.01.2007 - Última atualização: 11.11.2012

Webdesigner:  Sonia Orsiolli