Socorro Lima Dantas

 

 

 

 

Hoje eu estou triste
Já não consigo mais falar de amor
Do meu amor... do nosso amor.
A inspiração se foi !


A minha alma foi reduzida a nós
que eu não consigo desatar,
são infinitas ladeiras a subir e descer
numa ida e volta sem saída !


Já não avisto a minha estrela brilhante
Naquele céu azul de antes
Nem um fio de esperança restou
Para falar do nosso amor.


Hoje eu estou triste
Nem a rima à minha alma encostou
Para eu compor o que restou
Do nosso tão puro amor.

 

 

 

Hoje não estou triste !
(dos versos da socorro, hoje eu estou triste ! )

Adriano Augusto da Costa Filho
 



A Socorro não fala mais de amor,
Porque ela está em pleno esplendor.
A inspiração dela vem do infinito
E traz para todos o verso bendito !


A sua alma está escrita no universo,
E ela palmeia a arte em cada verso.
As ladeiras do subir e descer
Deus lhe fez a arte renascer !
 


Atrás das nuvens escondem-se as estrelas,
E aparecem sempre para quem quer vê-las.
O fio que não lhe restou de esperança
No coração dos poetas ela alcança !


Hoje ela disse que está triste,
Mas, qualquer poesia ela veste.
Para compor o que no poeta restou
O amor que na poesia alcançou !


Você é uma estrela de grande valor,
A sua rima é dotada de todo amor.
Milhares de versos você irá compor,
De um verdadeiro e puro amor !!!.
 

 

 

 

 

ADRIANO AUGUSTO DA COSTA FILHO
Casa do Poeta de São Paulo
Movimento Poético Nacional
Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores
Academia Virtual Poética do Brasil
Academia Poço-Caldense de Letras- MG
Ordem Nacional dos Escritores do Brasil
Associação Portuguesa de Poetas/Lisboa/Portugal

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2007

Fragmentos dos Meus Sonhos   -  Socorro Lima Dantas

Todos os direitos reservados
Publicado: 13.01.2007