EU NUNCA MAIS FICAREI TÃO SÓ !

Socorro Lima Dantas
 

 

 

Nesta distância que nos separa,
no célere compasso dos sentimentos,
embaralhados pelo destino,
restou-me um coração em tormento.
 
O tempo nos separou...
por tolices que o amor não explicou
o que restou desta paixão,
o destino ainda não desvendou !...
 
Eu estou tão só !
nem sei se ainda me esperas,
se pensas em nossa ternura vivida,
naqueles momentos sublimes...
eu queria tanto saber,
ah, como eu desejaria !
 
Cansada de te esperar,
 você não vem !

Sigo sozinha... 
numa estrada já sem flores,
peco-me no caminho,
não enxergo você....
não há ninguém !


Neste ritmo de esperança,
na expectativa de um novo aceno,
hoje eu resolvi:
irei te procurar...
dizer-te da minha solidão,
do meu amor...
 

E para sempre,

 jamais te deixarei tão só,
eu nunca mais ficarei tão só !
 

Recife/PE

29/04/2007


 

 

 

UM SÓ INSTANTE

WalterBRios

 

 

Porque o tempo não desvendou

a paixão por inteiro,

Porque o amor não explicou as coisas tolas

E não jurou pô-las em seus devidos lugares ?

O destino anda em nosso lugar costumeiro.

Se me espera em que pensa, em nós?

Pensa em nossa ternura dividida?

Na medida exata do que passamos quando estivemos a sós ?

Hoje eu estou tão só,

Sem um nó de onde nasça um ramo.

Tenho raízes vagas e um caule ao vento

Um vento inquieto que insiste em soprar meu pó.

Porque resisto e espero, se não quero esperar?

Não quero mais revestir o tormento,

Pensando que o lamento faz parte do amar.

Há flores nas veredas e casais nas avenidas,

Há dores em todos os caminhos e você distante.

Não suporto mais este vácuo em nossas vidas.

Vêm ! Não me deixes tão só assim.

Se você vier não a deixarei um só instante.

E nunca mais estará longe de mim.

 

Walterbrios

Salvador - Bahia,

 28 de maio de 2008

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2007

Fragmentos dos Meus Sonhos  -  Socorro Lima Dantas

Todos os direitos reservados
Publicado: 13.01.2007  -  Última atualização:  21.05.2013

Webdesigner: Sonia Orsiolli