OS PORQUÊS DE NOSSAS VIDAS

Socorro Lima Dantas

 

 

 

Os porquês de nossas vidas,

somente o destino saberá responder.

São partidas e retornos, sem explicação !

você chega suavemente,

clama o meu perdão,

diz que a minha ausência

em tua vida foi sofrida,

E eu não resisto ! perdôo...

corro aos teus braços,

cheia de esperanças,

mas, quando chego perto de ti, é tarde !

já estás seguindo por outra estrada,

não sentes o meu aroma,

nem percebes a minha chegada !

Corro desesperada,

estendo-te os meus braços,

mas tu já não me alcanças,

e, mais uma vez,

eu te perco de vista.

Por que estás sempre de partida ?!

fico desolada, sem entender nada,

neste momento,

já não sei mais o que ao meu coração dizer,

ah, coração teimoso !

que ainda reluta em te querer !

Só resta então esperar,

que um dia o destino entenda

que nós somos dois corações

que desejam ardentemente se reencontrar

para este grande amor vivenciar,

e nunca mais questionar

os porquês de nossas vidas.

 

 

 

 

PORQUÊS NA VIDA !

Nelson Fontes Carvalho

(Nelfoncar)

 

OS
Os porquês da nossa vida são tantos, tantos?!...
Um por exemplo que m’agita e, inflama,
É aquele que não ter o teu corpo na cama
E, não posso ir ao Céu em todos sete cantos!

Tenho insónias, pesadelos!...Ó Deus quantos,
Pra quem tanto ama é um vulcão em chama,
Que me queima, gela sem o no posso programa,
Eis um porquê que amargura com desencantos!

Porquê sozinho neste quarto cheio de duendes?...
Porquê não vens, e nos teus braços me prendes?...
Eis um porquê com muitos porquês abismais!...

Que me consulto todas as noites sem resposta,
Que me levam a perguntar gosta ou não gosta,
São um inferno estes porquês vivos, sensuais!

AMORA / Belverde
PORTUGAL


OS PORQUES DE NOSSA VIDA
Luiza Benício



 

Sinto que já vivi muito
Não sei quanto ainda viverei
Por isso me preocupo
Se a cota realizei

Teria sido mais fácil
Se viesse por escrito
As tarefas que eu tivesse
De poder ter escolhido

Perdi um tempo aprendendo
A diferençar do errado
O certo que Deus querendo
Me teria designado

Nos porquês de nossa vida
Ficamos até frustrados
Deixamos de fazer a lida
Ficamos acostumados !



E x p l i c a ?
virgínia além mar



em busca de sentidos
estamos
naus sob o véu
do desconhecido
de nós do outro
do infinito mistério

fossemos como as rosas e borboletas
como abelhas e orquídeas
sob o sol
sem inquietações sobre o amanhã
despidos dos ontens e de promessas

ontológicas questões na alma pressupõe
um destino espiritual
um futuro, uma explicação...

pela fé do reencontro
embarco nos vendavais
sobre a rocha avisto
horizonte, ponte transcendental?

no poente alinhavado amanhecer
para que ? por que ?
pelo peito que sacode
pelo sonho que atesta veracidade
do vivido na ânsia
no pulsar das ondas
das cordas vocais
saudades de um mar ?

no marejar dos olhos
lemos o grito é preciso
continuar ...

contemplando os sábios que calam
na passividade total ...
era uma vez o guerreiro
que venceu o medo...
deu-se sem expectativas

uma pena flutua
o verso desprendeu-se do corpo
espero, espera o porto reencontrar ...

uma parte de mim é paz
outra vontade de estrear ...

* além mar virgínia - NHamburgo/RS



POR QUÊ?
Ilda Maria Costa Brasil



Por que nem sempre as coisas
são como desejamos
ou esperamos?
Por que as pessoas
complicam as situações
quando tudo poderia ser simples
e num clima fraterno e harmônico?
Se no lugar de ressentimentos e mágoas,
regassem suas ações e atos com amor,
seus dias e os dos outros,
com quem convivem,
seriam melhores.
Logo, pensa, reflete
e abra seu coração
à harmonização, à solidariedade, à paz.





OS PORQUÊS DA VIDA
(Ilka Bosse)

 

Entre porquês e "não-seis"
Jorram cachoeiras sábias...
Entrelaçam-se trilhas
e os labirintos transbordam
a incerteza
de que a saída estará logo ali!
Não muito longe daqui
indaga-se a mente
e desmente que pensou...
Dentro da lama dos porquês
...carona na vida tomou!
Seguiu, seguiu e logo afundou!
Dando o último grito!
Protesta veemente...
Eu?
Por que?

Ilka Bosse
Bailarina das Letras
Blumenau-SC-Brasil


PORQUÊS
Efigenia Coutinho

 

Do riso sinto a emoção
do canto a comunhão
da poesia toda oblação
dos porquês toda comoção.

Do amor fiz a omissão
ficando sem ter razão
vou aprender com a lição
os porquês do coração.

Balneário de Camboriú/SC


OS PORQUÊS DE NOSSAS VIDAS
Maria Tomasia

 

Por quê? Por quê? É o que queremos saber.
As respostas, jamais, conseguimos obter.
Porque é algo suposto, cuja resposta,
em tempo algum, poderá ser imposta.


É o dia a dia, de todo povo vivente
que, nesse mundo, é sobrevivente
de um passado que, nunca, saberá
e, conhecê-lo, jamais, poderá.

Podemos, sim, nosso futuro construir
para que, ele, possamos perseguir
sem precisarmos nada perguntar,
porque, tudo poderemos antecipar.

Então, por que viver a esquadrinhar
o que jamais poderemos sequer, sonhar
por ser mistério que só a Deus cabe saber...
É segredo que nunca iremos conhecer.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2007 - Fragmentos dos Meus Sonhos - Socorro Lima Dantas

Todos os direitos reservados
Publicado: 13.01.2007 

Webdesigner:  Sonia Orsiolli