PINGUINHO DE GENTE

Socorro Lima Dantas

 

 

Quando chego à janela

com alegria ele surge,

chamando-me a atenção

alegremente canta a nossa canção.

 

 

Faceiro, exultante, penas coloridas,

abre as asas, para encantar a minha vida !

cheio de prosa, pula de grade em grade,

sentindo-se dono do meu coração.

 

 

Não adianta quieta  eu ficar,

o meu pinguinho de gente

domina o ambiente,

e feliz como ninguém,

consegue chamar de todos, a atenção,

e eu, risonha com a sua exibição,

vou ao seu encontro,

e ele pousa em minha mão.

 

 

Este pinguinho de gente

me enche de emoção !

 

 

Recife/PE

10/08/2008

 

 

 

PINGO DE GENTE

Yeda S. Chiviacowsky

 

 

 

Onde estás meu amiguinho?

Por que fugiste de mim.

Ando quieta e com saudades,

Numa tristeza sem fim...

 

O meu pobre coração,

Antes, feliz e risonho,

Hoje chora de saudade,

Anda sizudo e tristonho.

 

Volta logo, não demora!

O tempo não pára, não!

Há muitos dias te espero

Sentada no meu portão.

 

Ah, meu pinguinho de gente,

Se todos pudessem ver

A beleza da tua alma

E todo o teu bem querer...

 

Meu "pingo de gente" cresceu,

Bateu asas e voou...

Foi atrás da cocotinha

que na janela pousou...

 

 

Pelotas/RS

08/02/2008

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

Copyright © 2007

Fragmentos dos Meus Sonhos  -  Socorro Lima Dantas

Todos os direitos reservados
Publicado: 13.01.2007  -  Última atualização:  21.05.2013

Webdesigner: Sonia Orsiolli