Socorro Lima Dantas
 

 
Procuro a palavra correta,
não encontro !
improviso a escrita.
Surge uma letra, uma sílaba, uma frase!
Fico quieta... calada...
retoco a rasura,
começo tudo outra vez...
Serei poeta ?


Ergo o pensamento que me afeta,
imagino o meu jardim...
local onde encontro a criação !
Observo cada flor plantada...
resolvo colher a mais colorida e brilhante !
E com a sua cumplicidade,
retorno à escrita !
Revejo todas as palavras,
mas não consigo encerrar...
Serei poeta ?


Calo-me,
quando deveria falar a palavra certa !
Reduzo-as em silêncio.
Tento uma vez..... Outra vez !....
Estou confusa.... Despedaço o papel...
Recomeço mais uma vez...
Serei poeta ?


Descrevo a alma,
algo me cerca !
conto do amor
da dor
da alegria
da tristeza
os obstáculos
os improvisos.
Conto os sentidos...
Encerro tudo,
guardo os escritos...
Nem sempre consigo !
Hoje,
o dia rasgou a inspiração da minha alma !
Serei poeta ?

 

 

 




 

Adriano Augusto da Costa Filho

 



A Socorro nos perguntou,
Mas, eu a falar aqui estou.
Se ela "Poeta" na verdade seria
E se realmente ser ela poderia !

A Socorro para os poetas é alento,
Nos versos e na arte um portento.
Todo poeta conhece a sua arte,
Como ver num desfile o estandarte !

Basta este poeta a ela um poema enviar,
A sua arte poética logo o enfeitar.
A sua poesia é arte milenar,
Dos "gregos" vem para nos apaixonar !

Ela é poeta da arte milenar,
Que ao mundo veio só para amar.
Desenha a expressão de qualquer verso,
Que respalda nos cantos de todo Universo !

Sim, ela é uma " Dama" da Poesia,
Que o poeta em versos enaltecia.
Sim, és Poeta, de eras distantes,
Trazido no DNA. de antigos parentes !

Sim, és poeta, de corpo e alma,
Teus versos demonstram a tua calma.
És Poeta com toda paixão,
A Eterna Poeta de nosso coração !

 

ADRIANO AUGUSTO DA COSTA FILHO
Casa do Poeta de São Paulo
Movimento Poético Nacional
Academia Virtual Sala dos Poetas e Escritores
Academia Virtual Poética do Brasil
Academia Poços-Caldense de Letras/MG
Ordem Nacional dos Escritores do Brasil
Associação Portuguesa de Poetas/Lisboa/Portugal
 

 

 

 

 

 

 


 

 

Ilda Maria Costa Brasil

 

Poetisa Ímpar
que, através das palavras
e da agradável presença,
suaviza angústias,
enriquece almas,
estimula inteligências,
transmite segurança
e expande harmonização.


SOCORRO...
energia, estímulo,
aspirações e sonhos.

 

 

 

 

 

(Yara Nazaré- 22/10/2002)
 

 

 

 

Se sou poeta?
Dizem que sou!
E podem me chamar de louca
Pois de tanta alegria, sou assim, demente
Quando olho para o firmamento
Vejo idéias no meu rumo a brilhar
E tento alcançá-las
Atrás delas correndo eu vou...
E é claro que quando as alcanço
Viro poeta, pois dizem também,
Que uma artista sou!
E tranqüila vou seguir
Perseguir meu destino
Espalhar alegria onde estou !
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Copyright © 2007

 Fragmentos dos Meus Sonhos  - Socorro Lima Dantas
Todos os direitos reservados
Publicado: 13.01.2007