TUA CARTA

Socorro Lima Dantas

 

 

Quando recebi a tua carta,
o meu coração reacendeu,
e o peito pulsou forte,
por uma grande razão:
houve um adeus !?...
Acaso, seria mesmo tua, aquela carta ?
Fiquei na incerteza...
envelope vermelho... Perfumado...
Como outrora foi a nossa história.
Só poderia ser tua, aquela carta tão esperada !
Incentivada pela certeza agora despertada,
destrocei o envelope !
Inquieta, arranquei o conteúdo,
o papel amarelado pelo tempo...
Li as primeiras palavras:
Uma declaração de amor
que só tu sabias fazer !
Parei por um segundo,
fechei os olhos e sonhei.
Com mais calma, continuei a leitura,
espírito remansado,
fui decifrando o teu desejo:
Promessas de uma volta e data assinalada...
Lentamente, fui entendendo o teu conto,
lá estava toda a nossa história de amor !
Sorriso nos lábios, lágrimas nos olhos,
consegui desvendar a última linha descrita:
Faltou coragem de endereçar-me aquela carta,
somente agora postada...
Sem esperanças de um novo encontro,
ainda que fosse tarde,
querias declarar-me o teu amor,
dizer-me nunca ter sido arrancado do teu peito
onde permanece guardado o nosso apego,
de um passado cheio de ternura e paixão,
cultivado pela saudade e solidão,
perfumado pelas pétalas secas da flor
que um dia enfeitou o nosso amor,
ainda conservadas em teu diário
parceiro do nosso passado
que não volta mais !

 Recife/PE
13/01/2007

 

 

 

 

TUA CARTA...

Joe'A



Tanto tempo se passou
Desde o ultimo dia que te vi
Que com tanto amor , nos despedimos
Viajei, levando seu amor no meu coração
A doçura do teu olhar
O calor do seu abraço
Eu nunca podia imaginar
Que esta seria a ultima vez
O tempo se passou
A distancia, as situações
Nosso amor o vento levou
Tanto sofrimento, tanta dor
tantos ferimentos
que o tempo cicatrizou
E na alma do meu coração
Meu amor por você se encerrou
E hoje ao tua carta receber
Você que nunca foi muito de escrever
Me envia essa carta,
tão extensa,
Me falando de você
de sua vida sem mim
De toda nossa história
dos momentos inesquecíveis vividos
do vazio que ficou em seu peito
que nada nem ninguém preencheu
que não tinha noção
Que somente meu amor
pode ocupar o vazio do seu coração
Que me quer em sua vida
Logo você que de sua vida me afastou
Que ironia!!!
O meu está repleto do seu
Mas nosso tempo passou
Não há mais espaço para nosso amor
Não porque não te ame
Mas com tantas feridas, cicatrizes
Para o amor meu coração se fechou
Palpita sob as lembranças
de quem tanto te amou...

Salvador/A
04/02/2007

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2007

Fragmentos dos Meus Sonho  -  Socorro Lima Dantas
Todos os direitos reservados
Publicado: 13.01.2007