Declamado por Marcos Sérgio T. Lopes

 

 

 

Socorro Lima Dantas


 

Procuro a palavra correta,
não encontro !
improviso a escrita.
Surge uma letra, uma sílaba, uma frase!
Fico quieta... calada...
retoco a rasura,
começo tudo outra vez...
Serei poeta ?
 
 
Ergo o pensamento que me afeta,
imagino o meu jardim...
local onde encontro a criação !
Observo cada flor plantada...
resolvo colher a mais colorida e brilhante !
e com a sua cumplicidade,
 retorno à escrita !
Revejo todas as palavras,
mas não consigo encerrar...
Serei poeta ?
 
 
Calo-me,
 quando deveria falar a palavra certa !
reduzo-as em silêncio.
Tento uma vez..... outra vez !....
Estou confusa.... despedaço o papel...
Recomeço mais uma vez...
Serei poeta ?
 
 
Descrevo a alma, 
algo me cerca !
conto do amor
da dor
da alegria
da tristeza
os obstáculos
os improvisos.
Conto os sentidos...
encerro tudo,
guardo os escritos...
nem sempre consigo !
Hoje,
o dia rasgou a inspiração da minha alma !
Serei poeta ?
 
 
Embalada pelo aroma de uma rosa,
 a minha arma secreta,
confidencio os meus segredos,
partilho meus medos...
Eis a inspiração!
Serei poeta ?
 

 

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2007
Fragmentos dos Meus Sonhos - Socorro Lima Dantas
Todos os direitos reservados
Publicado: 13.01.2007  Última atualização:  04.11.2012

Webdesigner:  Sonia Orsiolli