Socorro Lima Dantas
 
 


Ah, minha juventude !
Início dos sonhos...
A música suave,
anunciava os primeiros acordes
de uma caminhada,
convidando-me a dançar
a valsa da vida !
A minha história,
escrita na areia da praia,
e vivida cada instante,
que nenhuma onda haveria de levar !
 
 
Ah, minha juventude !
cheia de planos,
pureza... frescor na alma...
olhos cerrados,
imaginando que o tempo não iria cessar !
Na minha fantasia,
eu seguia sonhando...
não havia espaço para desenganos.
 
 
Seduzida pela exuberância daquela imaginação
Aportou-me o charme da idade plena,
trazendo consigo,
os sonhos primeiros,
o vigor, a magia e o amor,
da juventude plenamente orquestrada !
 
 
Ah, minha maturidade !...
surgiu no tempo certo,
escoltada pelos meus castelos,
meu príncipe,
meu jardim,
minhas flores,
meus sonhos,
meu grande amor primeiro,
minha música predileta,
minhas ilusões vividas,
emergida daquele tempo vivido !
 
 
Meus ideais não se foram !
Permaneci na festa da imaginação,
conservada na alma,
cravada pela estrada da vida,
caminhada perfeita,
sem qualquer emenda !
todos os planos desenhados
pela minha existência
foram por inteiro realizados !
 
 
Não importaram as barreiras,
entreguei-me por inteira,
para conviver na idade madura
todos os sonhos abalizados na juventude !
embalei os filhos, amados e queridos,
a netinha que muito me acarinha,
reguei o meu jardim,
com as sementes das flores recebidas
em cada estação cruzada !
e assim...
para sempre viverei...
saboreando um terno viver,
ouvindo os pássaros cantar,
que me despertam nas manhãs,
das noites adormecidas e sonhadas...
 
 
Ah, minha juventude !
Que me permitiu vivenciar
 todas as aspirações,
das pequenas as longínquas,
sigo caminhando neste novo ciclo,
felicidade aflorada... amando... sorrindo,
Não fosse você,
uma vida madura tão bela,
hoje, não estaria sentindo !

 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2007

Fragmentos dos Meus Sonhos   -  Socorro Lima Dantas

Todos os direitos reservados
Publicado: 13.01.2007  -  Última atualização:  08.10.2013