Socorro Lima Dantas
 
 

Por que me buscas sem cessar ?
eu me encontro no mesmo lugar ,
ouvindo a nossa música,
no meio do nosso jardim,
colhendo as nossas flores,
em nosso eterno e único lugar...
 
 
Eu sou a tua amada,
perdida em um mar de lágrimas !
desde aquele momento...
tempo desencontrado...
quando da minha vida partiste,

sem uma despedida, um  beijo...
sequer um último olhar !
deixando-me inerte,
numa seqüência de tempo infindável !

 
Vem amor !
não detém a tua busca,
olha o nosso jardim !
eu estarei a tua espera,
numa ansiedade sem fim !
eu tenho o colo que procuras,
o perfume que sempre sentiste,
e o amor que tanto buscas...
 
 
Vem amor,
vem ao meu encontro !
apressa o teu passo,
não mede o compasso
para este momento tão sonhado !
Eu sou a mesma,
aquela que te ofertou o amor,
com todo o meu calor !

 
Agora amor,
que detiveste a tua busca,
e  já me encontraste,
ergue o teu olhar,
observa lentamente...
Eu estou aqui !
em nosso lugar... a te esperar...
os meus braços já estão abertos,
coração pulsando... acelerado...
meus olhos, meus lábios, minha vida...
estão a te esperar !
 
 
Vem amor,
para os braços meus,
que em expectativa,
espera-te há tanto tempo,
coração doído,  ansioso,

tentando te mostrar onde eu estou !
 

Ah, meu amor !
há quanto tempo eu esperava...
um gesto teu,
e eu...  tão perto de ti !
e tu ... tão próximo a mim.
Eu estou aqui meu amor !
 
 



 

 

 

 

 


 

 

Copyright © 2007, Socorro Lima Dantas - Todos os direitos reservados.
Publicado: 13.01.2007  Última atualização:  30.10.2010

Webdesigner:  Sonia Orsiolli