*

 

*

***

*

 

 

*

 

 

 

 

Socorro Lima Dantas

 

 


 Fecho os olhos,
tentando reviver doces momentos,
tão sublimes e candidamente vividos
que flutuavam em emoções !
Agarro-me na forte vontade de nunca esquecer,
afinal, são lembranças tão ternas
que eu jamais poderei deixar escapar
quando a saudade bater forte no peito.


Neste momento, fico em contradição
ora penso com firmeza, ora bate a dúvida no coração.
Não sei ao certo, se estou sonhando,
acordada... vivendo estes momentos
ou apenas relembrando ?!
Na incerteza, vou recordando o ontem,
que não volta mais !...
São lembranças tão vivas,
que passo a revive-las com o frescor da juventude
e a inocência da alma sonhadora.


As imagens vão passando em câmara lenta,
comparo aquelas etapas tão divinas,
vividas intensamente,
a um filme romântico,
com promessas de amor eterno.
Sinto tudo tão próximo a mim,
lembro até a cor do meu vestido,
e a tua calça desbotada...


A nossa melodia tocava sem parar
e nós dois, rostinhos colados...
a rodopiar naquele mágico salão !
Seduzidos pela paixão,
saíamos dançando a nossa canção
Era tudo tão encantador !
Momentos hoje tão presentes,
conservados na memória
e revividos num fechar de olhos !


Ah, tempo deslumbrante !
A paixão aflorada com vibração
o coração agitava o peito,
Era tudo tão fascinante !
Inebriada pela sedução do nosso amor,
eu não imaginava que o amanhã,
seria transformado em sonho,
apenas em sonho...
Que o ontem jamais seria diferente do hoje,
nem do amanhã desconhecido...


O tempo se foi,
eu permaneci aqui, sozinha,
Numa solidão vazia,
perdida no hoje, revivendo o ontem,
sem saber o que me reserva o amanhã,
e assim, vou vivendo...
apenas com os sonhos e as lembranças,
que permaneceram de um amor inocente
vivido por nós com paixão e intensidade,
para nunca ser esquecido.


 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2007

Fragmentos dos Meus Sonhos  -  Socorro Lima Dantas

Todos os direitos reservados
Publicado: 13.01.2007