Socorro Lima Dantas

 

 

 

 

Pelos braços da saudade,

sem destino...  vou singrando mares,

em busca dos sonhos que ficaram para trás !

Torno-me uma navegante de mim mesma,

sorvo a minha viagem em versos inacabados...

Desejo terminar palavras guardadas...

sentimento disperso... preciso juntar  pedaços !

Por um momento, temo continuar !...

a alma repousa... exalta-se...

e de repente,  reage !

A saudade dos tempos idos que eu busco,

atravessa o peito, numa aventura corajosa.

Nesta viagem sem destino,

ancoro a minha decisão,

esbarro nas ondas de um mar bravio !

Este movimento me assusta,

convidando-me a parar...

Recolho o meu temor, refaço os planos !

Conduzo-me por caminhos nunca antes descobertos...

não quero deixar vestígios pelo caminho,

preciso pisar no chão das águas

sem tocar as areias,

o veleiro da vida deverá deixar-me livre !

Para dentro de mim, carrego todos os sonhos...

muitas vezes não encontro sequer um !

Mas hoje decidi procurar, e logo,

avisto o sol nascer, anunciando o  amanhecer,

cenário perfeito para acolher este estado de espírito !

A forte ventania sopra o casco do meu veleiro,

fazendo-me navegar tal qual a torrente da minha aspiração,

não diviso mais as areias da praia..

Temo naufragar, como das vezes antes experimentada !

Deito-me no chão molhado,

brinco com a água batendo em meu veleiro,

que balança fortemente a cada passagem que tento desvendar,

esta tarefa, não será fácil ! concluo...

Fecho os olhos, aventurando-me a sonhar,

talvez seja esta a fórmula que encontrarei

para equilibrar a tempestade que se encontra o meu ser.

Nesta viagem, sigo no veleiro da vida,

navegando em busca de sonhos...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

Copyright © 2007, Socorro Lima Dantas - Todos os direitos reservados.
Publicado: 13.01.2007  Última atualização:  03.11.2010

Webdesigner:  Sonia Orsiolli