Socorro Lima Dantas
 
 
 

Diante do palco da vida
levantei as cortinas,
viajei pelo túnel do tempo
e desnudei a alma,
para reviver a minha menina-criança.


Senti o sabor do tão marcado passado:
da pureza, da inocência,
das incertezas e interrogações !
 

Eis a minha vida !?


O que fazia a minha criança naquele tempo ?
Por que ela se sentia desamparada,
indecisa, melancólica e tão só
no meio daquela estrada desconhecida:
na trilha da vida que estava a desvendar !
 

 

Mas ela nada temia.
Determinada,  teimosa e destemida,
em sua vereda, prosseguiu...
Ah, esta era a minha criança valente !
Seguia desafiando o desconhecido,
deslindou o curso do rio e uma floresta quase encantada,
onde só distinguia o céu azul,
os pássaros a lhe rodear,
e a imensa vontade de alcançar as estrelas.

 


Pés descalços, roupa amassada, olhar cabisbaixo,
foi caminhando em busca de seu sonho infantil...
Acordei com a respiração ofegante.
Tudo não passou de um sonho de sua criança,
que carregava as incertezas e o medo do amanhã
no palco da vida, que estava desabrochando.
 

Pobre menina !


 

 

 

 

 

 

 

 

 

Copyright © 2007

Fragmentos dos Meus Sonhos  -  Socorro Lima Dantas

Todos os direitos reservados
Publicado: 13.01.2007